Imprimir Compartilhe









Comunicar Erro









 
 
 
ÁRVORE DO CONHECIMENTO Pupunha      Equipe editorial Ajuda

Moscas

Autor(es): Dalva Luiz de Queiroz ; Ronaldo Pavarini

A mosca das raízes mais frequentemente encontrada nos viveiros é Bradysia coprophila (Diptera: Sciaridae), conhecida como mosca de fungos, fungus gnat, darkwinged fungus gnat. Este inseto já foi observado associado a viveiros de produção de mudas de pupunheira no Paraná.

A maioria das espécies do gênero Bradysia alimenta-se de fungos e material orgânico em decomposição e não é considerada um problema econômico. Porém, algumas espécies atacam o tecido saudável de plantas. Além de afetarem as plantas, também causam desconforto aos trabalhadores. O adulto é uma mosca escura, podendo ser constatada em voo ou sobre as folhas, embalagens e suportes. Permanece em repouso nas áreas sombreadas, úmidas e frestas do madeirame dos viveiros. Ocorre principalmente no interior do viveiro, mas pode também ser vista nas áreas de aclimatação das mudas e ao redor do viveiro.  Os adultos podem ser encontrados em áreas úmidas e que contenham matéria orgânica.

Monitoramento e controle de moscas no viveiro

Na fase adulta, as moscas de viveiro podem ser monitoradas pelo uso de armadilhas amarelas adesivas, que devem ser colocadas logo acima das plantas, onde tem maior eficiência. As moscas devem também ser procuradas sobre as mudas, tubetes, frestas entre os materiais do viveiro, locais pouco iluminados, madeirame e outros locais. O monitoramento e a troca das armadilhas devem ser realizados no mínimo uma vez por semana. As larvas normalmente permanecem nas camadas superficiais do substrato. Desta forma, podem ser monitoradas com pedaços de batata colocadas sobre o substrato (as larvas ficam debaixo da batata). Semanalmente, estes pedaços de batata são retirados e analisados.

Recomenda-se:

  • desfavorecer o habitat da praga, com o aumento da ventilação e iluminação;

  • eliminar o excesso de água (tal como a água estancada no solo e embaixo das bandejas), algas, limo e fungos. Podem ser utilizados também produtos algicidas e fungicidas no solo e no material utilizado na produção das mudas;

  • não usar matéria orgânica parcialmente decomposta, ou seja, o composto orgânico, quando utilizado como substrato, deve estar totalmente decomposto, caso contrário irá atrair as moscas;

  • desinfestar o material de uso geral no viveiro, pois este pode estar infestado e ser fonte de disseminação da mosca;

  • não deixar formar camada de algas sobre o substrato;

  • usar uma camada de areia (1 cm) sobre o substrato.

Veja também
Tenha a Agência
EMBRAPA de Informação
Tecnológica no seu site!

Refine sua pesquisa usando a
BUSCA AVANÇADA.

  Hiperbólica
  Hipertexto
  Links

Pasta de documentos

Agência Embrapa de Informação Tecnológica
Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - EMBRAPA
Todos os direitos reservados, conforme Lei no. 9.610.
EMBRAPA - Parque Estação Biológica - PqEB s/n°.
Brasília, DF - Brasil - CEP 70770-901 | SAC
Fone: (61) 3448-4433 - Fax: (61) 3347-1041