Link para o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento
Link para o Portal do Governo Brasileiro

 

Doenças Viróticas

Autor(es):  Zilton José Maciel Cordeiro Aristoteles Pires de Matos Paulo Ernesto Meissner Filho

  Buscar  

 

   Busca Avançada

A bananeira é infectada principalmente pelo vírus do topo em leque (Banana bunchy top virus, BBTV), pelo vírus do mosaico do pepino (Cucumber mosaic virus, CMV) e pelo vírus das estrias da bananeira (Banana streak virus, BSV). No Brasil ocorrem o mosaico do pepino e as estrias da bananeira.

Mosaico da bananeira

É causado pelo vírus do mosaico do pepino (Cucumber mosaic virus, CMV), que produz sintomas de mosaico (áreas verde-escuras, verde-claras e amareladas) nas folhas das plantas infectadas (Fig. 1). Quando ocorrem quedas de temperatura podem aparecer necroses na folha vela.

O CMV é transmitido de uma bananeira para outra pelos pulgões (afídeos), sendo que a principal fonte de vírus é a Commelina spp. (trapeoraba, rabo-de-cachorro, maria-mole ou andaca) e hortaliças. Ele é disseminado a longas distâncias por mudas infectadas.

Para o seu controle, recomenda-se: a utilização de mudas livres de vírus; não instalar novos plantios de bananeira próximos a hortaliças; controlar as plantas daninhas do campo e de suas proximidades, antes de realizar um novo plantio e erradicar periodicamente as bananeiras infectadas.

Fig. 1. Mosaico causado pelo Cucumber mosaic virus
(CMV). Foto: Zilton José Maciel Cordeiro

Estrias da bananeira

É causado pelo vírus das estrias da bananeira (Banana streak virus, BSV). As folhas das plantas infectadas apresentam riscas cloróticas que, com o passar do tempo, tornam-se necróticas (Fig. 2).

O BSV é transmitido pela cochonilha dos citros, mas esta não é uma forma importante para sua disseminação no campo, que ocorre principalmente por meio de mudas infectadas. O controle do BSV é realizado pela utilização de mudas livres de vírus. Nos casos de plantas infectadas, recomenda-se a sua erradicação.

Fig. 2. Estrias cloróticas e necrose causada pelo Banana
streak virus
(BSV). Foto: Zilton José Maciel Cordeiro


Informações Complementares:

Adicionar à Pasta Doenças e métodos de controle Doenças fúngicas; Manchas foliares; Sigatoka-amarela; Sigatoka-negra; Murcha vascular; Mal-do-Panamá; Manchas e podridões em frutos; Manchas de pré-colheita; Lesão-de-Johnston; Mancha-parda; Mancha-losango; Pinta-de-Deightoniella; Ponta-de-charuto; Controle das manchas de pré-colheita; Podridões de pós-colheita; Podridão-da-coroa; Antracnose; Danos e distúrbios fisiológicos causados pela Mais Detalhes
  Hiperbólica
 

Pasta de documentos
Adicionar
Visualizar

  Informes
Embrapa Mandioca e Fruticultura Tropical
Topo | Página Inicial | Voltar
Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa
Todos os direitos reservados, conforme Lei n° 9.610.
Embrapa
Parque Estação Biológica - PqEB s/n°.
Brasília, DF - Brasil - CEP 70770-901
Fone: (61) 3448-4433 - Fax: (61) 3347-1041