Imprimir Compartilhe









Comunicar Erro









 
 
 
ÁRVORE DO CONHECIMENTO Tomate      Equipe editorial Ajuda

Septoriose

Autor(es): Antonio Carlos de Ávila ; Maria Alice Quezado-Soares

O fungo infecta inicialmente as folhas mais velhas que apresentam sintomas: manchas circulares pequenas e numerosas, os bordos escuros e o centro acinzentado, com pontos negros. Ataques severos causam lesões nas hastes, pendúnculo e cálice, porém os frutos permanecem sadios (Figura 1).

Foto: Carlos A. Lopes

Figura 1. Folhas com manchas arredondadas com o centro mais claro

As perdas são mais elevadas quando o ataque se dá no início da cultura. 

Cultivos feitos em períodos chuvosos com noites quentes (22°C a 26°C) favorecem a disseminação da doença, entretanto, ataques severos podem ocorrer também no período seco, desde que a irrigação seja exagerada.

O fungo sobrevive nos restos culturais do tomateiro e é transmitido através das sementes. Sob condições favoráveis à doença, recomenda-se o uso de pulverizações preventivas com fungicidas registrados para a cultura.

Devem ser evitadas áreas de plantio próximas a cultivos velhos e tomate ou sujeitas a alta umidade. As irrigações não devem ser muito frequentes.

 

Veja também
Tenha a Agência
EMBRAPA de Informação
Tecnológica no seu site!

Refine sua pesquisa usando a
BUSCA AVANÇADA.

  Hiperbólica
  Hipertexto
  Links

Pasta de documentos

Agência Embrapa de Informação Tecnológica
Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - EMBRAPA
Todos os direitos reservados, conforme Lei no. 9.610.
Política de Privacidade. sac@embrapa.br - 2005-2011
EMBRAPA - Parque Estação Biológica - PqEB s/n??.
Brasília, DF - Brasil - CEP 70770-901
Fone: (61) 3448-4433 - Fax: (61) 3347-1041