Imprimir Compartilhe









Comunicar Erro









 
 
 
ÁRVORE DO CONHECIMENTO Feijão-Caupi      Equipe editorial Ajuda

Fixação biológica de nitrogênio

Autor(es): Gustavo Ribeiro Xavier ; Norma Gouvêa Rumjanek ; Rejane Escrivani Guedes

Fixação Biológica de Nitrogênio

O nitrogênio é o quarto elemento mais abundante nas plantas, superado apenas pelo carbono,  oxigênio e hidrogênio, sendo constituinte essencial de aminoácidos, proteínas, bases nitrogenadas, ácidos nucléicos, hormônios e clorofilas, entre outras moléculas.

A maior parte do nitrogênio, cerca de 94 %, está imobilizado na crosta terrestre; quase todo o restante está na atmosfera, indisponível para a maior parte dos organismos vivos. Apenas os microrganismos que possuem a enzima nitrogenase são capazes de transformar o nitrogênio atmosférico (N2) em NH3, forma nitrogenada  prontamente assimilável para as plantas e outros organismos. A esse processo, dá-se o nome de fixação biológica de nitrogênio (FBN), cuja reação química é expressa da seguinte forma:

N2 + 16 ATP + 8 e- + 8H+ ---> 2 NH3 + H2 + 16 ADP + 16 Pi,

onde e- simboliza elétron e Pi simboliza o fosfato inorgânico.

Dentre as bactérias diazotróficas, como são conhecidas as bactérias que fixam o nitrogênio, as bactérias formadoras de nódulos nas raízes das plantas (rizóbios) são constituídas por várias espécies que se associam as plantas da família Leguminosae, como o feijão-caupi, formando estruturas especializadas denominadas nódulos. Na maioria das leguminosas, os nódulos estão localizados nas raízes (Fig. 1). Todavia, existem espécies leguminosas que apresentam nódulos localizados no tronco ou haste da planta.

 

 Raízes

 
 Fig. 1. Raízes de leguminosas com nódulos.
Foto: Gustavo Ribeiro Xavier.

 


Quando a enzima nitrogenase está ativa, o interior dos nódulos apresenta uma coloração rósea (Fig. 2) que indica a presença de moléculas transportadoras de O2, necessário para a respiração dos bacteróides (bactérias com alterações bioquímicas).

 

 Nódulos com coloração rosea

 
 Fig. 2. Nódulos róseos.
Foto: Gustavo Ribeiro Xavier.
 
 
 

Uma ineficiência no processo de FBN pode resultar em sintoma de deficiência de nitrogênio e, conseqüentemente, em menor desenvolvimento da planta (Fig. 3).

 

 Ineficiência de FBN

 
 Fig. 3. Planta com deficiência de nitrogênio.
Foto: Gustavo Ribeiro Xavier
.
 

Veja também
Esta página não contém recomendações.
Tenha a Agência
EMBRAPA de Informação
Tecnológica no seu site!

Refine sua pesquisa usando a
BUSCA AVANÇADA.

  Hiperbólica
  Hipertexto
  Links

Pasta de documentos

Agência Embrapa de Informação Tecnológica
Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - EMBRAPA
Todos os direitos reservados, conforme Lei no. 9.610.
EMBRAPA - Parque Estação Biológica - PqEB s/n°    
Brasília, DF - Brasil - CEP 70770-901 | SAC
Fone: (61) 3448-4433 - Fax: (61) 3347-1041