Imprimir Compartilhe









Comunicar Erro









 
 
 
ÁRVORE DO CONHECIMENTO Eucalipto      Equipe editorial Ajuda

Incêndios

Autor(es): Dalva Luiz de Queiroz

As florestas depositam anualmente milhares de toneladas de material vegetal que se acumulam, formando uma cobertura sobre o solo. Esta cobertura, composta basicamente de matéria orgânica, protege o solo das intempéries, mantendo estáveis as condições adequadas de temperatura e umidade. No entanto, nas florestas plantadas, homogêneas, principalmente as do gênero Pinus, esta matéria orgânica demora a se decompor, formando uma grande fonte de material altamente combustível. Esta fonte de combustível, em contato com o calor pode iniciar a formação de incêndios florestais.

Os incêndios podem ser desencadeados de diversas maneiras, mas principalmente pela falta de cuidado no controle de fogo para limpeza de áreas agrícolas e fogos para recreação. Os raios também podem iniciar a combustão, chegando a ser, em determinadas regiões, até a 14% das causas de incêndios. Além destes, ocorre ainda com frequência incêndios criminosos, que são aqueles intencionais.

Os incêndios causam anualmente prejuízos de milhões pela destruição de florestas produtivas, além dos prejuízos ambientais, matando animais silvestres, destruindo matas nativas e muitas vezes invadindo áreas urbanas, com acidentes fatais. Por isso, os incêndios florestais devem ser combatidos principalmente de forma preventiva, aplicando a legislação vigente, utilizando-se dos diferentes meios de divulgação para informar a população sobre os riscos de incêndios, especialmente em períodos críticos, e reduzindo os materiais combustíveis e as fontes de propagação de incêndios.

A redução dos riscos de incêndios pode ser feita de diferentes maneiras, tais como: construção de aceiros, constituídos por uma faixa livre de vegetação, mantendo-os limpos e trafegáveis, principalmente nas épocas de risco; redução do material combustível através da queima controlada ou aceleração química ou biológica da decomposição; estabelecimento de cortinas de segurança, composta por faixas de vegetação com folhagem menos suscetível ao fogo; manutenção dos locais de captação de água acessíveis, para assegurar maior eficiência dos caminhões de bombeiros no controle dos incêndios; elaboração de planos de prevenção, detalhados de forma simples e objetiva, para que as tomadas de decisões sejam rápidas e eficientes, caso haja incêndios.

 Foto: Dalva Luiz de Queiroz

Figura 1. Plantio de eucalipto afetado por incêndio. Barreiras, BA, 2012.


 

 

Veja também
Tenha a Agência
EMBRAPA de Informação
Tecnológica no seu site!

Refine sua pesquisa usando a
BUSCA AVANÇADA.

  Hiperbólica
  Hipertexto
  Links

Pasta de documentos

Agência Embrapa de Informação Tecnológica
Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - EMBRAPA
Todos os direitos reservados, conforme Lei no. 9.610.
EMBRAPA - Parque Estação Biológica - PqEB s/n°    
Brasília, DF - Brasil - CEP 70770-901 | SAC
Fone: (61) 3448-4433 - Fax: (61) 3347-1041