Link para o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento
Link para o Portal do Governo Brasileiro

 

Mamíferos

Autor(es):  Ludmilla Moura de Souza Aguiar Amabílio José Aires de Camargo Evie dos Santos de Sousa

  Buscar  

 

   Busca Avançada

 

 

FAUNA DO BIOMA CERRADO

MAMÍFEROS

A fauna de vertebrados do Cerrado apresenta alta diversidade e um grande número de espécies endêmicas, ou seja, espécies que são encontradas apenas nesse bioma.

A grande diversidade de ambientes do Cerrado permite que espécies de características ecológicas bastante distintas existam em uma mesma localidade. São conhecidas, por exemplo, espécies de aves, roedores, lagartos e serpentes que ocorrem apenas em locais bem preservados cobertos por vegetação campestre, enquanto outras, pertencentes aos mesmos grupos, vivem exclusivamente em formações florestais, tais como o cerradão, a mata de galeria ou a mata seca. Desta forma, quanto maior a quantidade de ambientes diferentes em uma localidade, maior tenderá a ser sua diversidade.

Algumas características do bioma Cerrado são determinantes de uma fauna bastante rica, composta tanto por espécies endêmicas (que só ocorrem em uma determinada localidade) e por espécies comuns a outros biomas: as diferenças entre os hábitats em uma mesma localidade, a extensão do bioma e sua centralidade em relação aos demais biomas brasileiros, e o fato de ser drenado por diferentes bacias hidrográficas (Paraguai, Araguaia, Tocantins, Parnaíba e São Francisco). Apesar deste contexto, existem diferenças na fauna do Bioma em relação aos outros Biomas do país, principalmente no que se refere à fauna de pequeno porte.

São conhecidas listas de espécies de vertebrados encontrados com maior freqüência no Cerrado, no entanto, pouco se sabe do tamanho das populações e das dinâmicas que estabelecem. Dentre os vertebrados de maior porte, são encontrados em áreas de Cerrado a jibóia, a cascavel, várias espécies de jararaca, o lagarto teiú, a ema, a seriema, a curicaca, o urubu comum, o urubu caçador, o urubu-rei, araras, tucanos, papagaios, gaviões, o tatu-peba, o tatu-galinha, o tatu-canastra, o tatu-de-rabo-mole, o tamanduá-bandeira e o tamanduá-mirim, o veado campeiro, o cateto, a anta, o cachorro-do-mato, o cachorro-vinagre, o lobo-guará, a jaritataca, o gato mourisco, e muito raramente a onça-parda e a onça-pintada.

 

ILUSTRAÇÕES

Filhote de Anta

(Tapirus terrestris)

Foto: Acervo Projeto Conservação e Manejo da Biodiversidade do Bioma Cerrado - CMBBC

Caititu

(Pecari tajacu)

Foto: Acervo Projeto Conservação e Manejo da Biodiversidade do Bioma Cerrado - CMBBC

Capivara

(Hydrochoerus hydrochaeris)

Foto: Acervo Projeto Conservação e Manejo da Biodiversidade do Bioma Cerrado - CMBBC

Veado Campeiro

(Ozotoceros bezoarticus leucogaster)

Foto: Acervo Projeto Conservação e Manejo da Biodiversidade do Bioma Cerrado - CMBBC


Informações Complementares:

Adicionar à Pasta Composição e caracterização da fauna de mamíferos de médio e grande porte em uma pequena reserva de cerrado em Mato Grosso, Brasil Este estudo foi realizado na Reserva Biológica Municipal 'Mário Viana', Nova Xavantina, MT, objetivando inventariar e avaliar a abundância e diversidade de mamíferos terrestres de médio e grande porte. Para tanto, foram realizadas duas visitas mensais a um transecto com 2.820 m de extensão, durante todo o ano de 2001, para o levantamento de pegadas (rastreamentos) e outras evidências de Mais Detalhes

Adicionar à Pasta Hábito alimentar e uso do habitat por canídeos no Parque Estadual do Cerrado : avaliação da situação atual da família Canidae no limite sul do bioma Cerrado no Brasil O Parque Estadual do Cerrado é uma das últimas reservas naturais de vegetação savânica localizada no limite sul do bioma cerrado para o Brasil. O cerrado vem sendo gradativamente alterado para atender a objetivos econômicos como: agricultura, pastos e monoculturas. Estas atividades estão isolando as vegetações originais de cerrado e dificultando a existência de espécies endêmicas ocorre Mais Detalhes

Adicionar à Pasta Novo registro de Blarinomys breviceps (Winge, 1888) (Rodentia, Sigmodontinae) no estado de Minas Gerais, Brasil New record for Blarinomys breviceps (Winge, 1888) (Rodentia, Sigmodontinae) in the state of Minas Gerais, Brazil. Blarinomys breviceps is a fossorial rodent, endemic to the Brazilian Atlantic Forest and rarely recorded in small-mammal faunistic inventories. Two male B. breviceps were collected in pit-fall traps in the 'Estação de Proteção e Desenvolvimento Ambiental de Peti', in the muni Mais Detalhes

Adicionar à Pasta Manejo de fauna na Reserva Xavante Rio das Mortes : cultura indígena e método científico integrados para conservação Artigo sobre o manejo da fauna pelos índios Xavante, numa perspectiva integrada entre métodos científicos e conhecimentos tradicionais. Mais Detalhes

Adicionar à Pasta Uso de habitats por mamíferos em área de cerrado do Brasil Central : um estudo com armadilhas fotográficas An habitat use study of mammals was carried out in three habitats of the Cerrado at Serra das Araras Ecological Station, Mato Grosso: stream gallery forest, babaçu (Orbigyna marciana) palm forest, and cerrado scrub savanna. Sampling was accomplished using baited photographic camera traps triggered by infrared sensor and/or trip cord. Camera traps were armed at each sampling locality for Mais Detalhes
  Hiperbólica
 

Pasta de documentos
Adicionar
Visualizar

  Informes
Embrapa Cerrados
Cerrado Brasil
Topo | Página Inicial | Voltar
Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa
Todos os direitos reservados, conforme Lei n° 9.610.
Embrapa
Parque Estação Biológica - PqEB s/n°.
Brasília, DF - Brasil - CEP 70770-901
Fone: (61) 3448-4433 - Fax: (61) 3347-1041