Link para o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento
Link para o Portal do Governo Brasileiro

 

Parque de Cerrado

Autor(es):  José Felipe Ribeiro Bruno Machado Teles Walter

  Buscar  

 

   Busca Avançada

 

VEGETAÇÃO SAVÂNICA

 

PARQUE DE CERRADO

Principais Características

O Parque de Cerrado é uma formação savânica caracterizada pela presença de árvores agrupadas em pequenas elevações do terreno, algumas vezes imperceptíveis e outras com muito destaque, que são conhecidas como murundus ou monchões . As árvores, nos locais onde se concentram, possuem altura média de três a seis metros. Considerando um trecho com os agrupamentos arbóreos e as depressões ou planos campestres entre eles, forma-se uma cobertura arbórea de 5% a 20%. Considerando somente os agrupamentos arbóreos a cobertura sobe para 50% a 70% e cai praticamente para 0% nas depressões. Os solos são Gleissolos (solos argilosos) e melhor drenados nos murundus do que nas depressões adjacentes.

Os murundus são elevações convexas características, que variam em média de 0,1 a 1,5 metros de altura e 0,2 a mais de 20 metros de diâmetro. A origem desses microrrelevos é bastante controvertida e as hipóteses mais debatidas apontam-os como cupinzeiros ativos ou inativos ou resultantes de erosão diferencial.

Espécies de árvores mais freqüentes

A flora que ocorre nos murundus é similar à que ocorre no Cerrado sentido restrito, porém com espécies que provavelmente apresentam maior tolerância à saturação hídrica do perfil do solo, considerando que apenas uma parte do volume de terra do murundu permanece livre de possíveis inundações, ou da constante má drenagem nas depressões. Entre as espécies arbóreas mais freqüentes pode-se citar: Alibertia edulis (marmelo), Andira cuyabensis (angelim), Caryocar brasiliense (pequi), Curatella americana, Dipteryx alata (baru), Eriotheca gracilipes (embiruçu), Maprounea guianensis, Qualea grandiflora (pau-terra) e Q. parviflora. Das arbustivo-herbáceas citam-se os gêneros Allagoptera, Annona, Bromelia e Vernonia (sensu lato). Nas depressões predomina a flora herbácea, com gramíneas e ciperáceas, cujos elementos são similares aos que ocorrem nos campos úmidos.

Ilustração

Diagrama de perfil (1) e cobertura arbórea (2) de um Parque de Cerrado representando uma faixa de 40 m de comprimento por 10 m de largura.

Ilustração: Wellington Cavalcanti

  Hiperbólica
 

Pasta de documentos
Adicionar
Visualizar

  Informes
Embrapa Cerrados
Cerrado Brasil
Topo | Página Inicial | Voltar
Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa
Todos os direitos reservados, conforme Lei n° 9.610.
Embrapa
Parque Estação Biológica - PqEB s/n°.
Brasília, DF - Brasil - CEP 70770-901
Fone: (61) 3448-4433 - Fax: (61) 3347-1041